Whatsapp

Estima-se que um indivíduo da geração millennial tirará cerca de 25.000 selfies ao longo de sua vida. O advento das redes sociais, principalmente para as novas gerações, faz com que os limites do privado e do público tornem-se muito tênues. Esse panorama faz com que os adolescentes de hoje possam comparar suas imagens corporais e mesmo provocar ou sofrer bullying de uma forma muito mais disseminada do que antes.

A imagem corporal tem grande relação com a auto-estima e o aspecto psicológico do indivíduo, e a grande exposição provocada pelas redes pode gerar grande insatisfação e baixa auto-estima nesses indivíduos.

A Sociedade Americana de Cirurgia Plástica tem números mostrando o crescimento de cirurgias realizadas em adolescentes. No entanto a decisão de realizá-las deve ser tomada levando-se em conta diversos fatores que vamos enumerar a seguir:

  1. A maior parte das cirurgias só deve ser realizada após o término do crescimento da área a ser operada. O nariz por exemplo apresentará crescimento até os dezoito anos, assim como as mamas. Já as orelhas atingirão o tamanho adulto ao redor dos cinco anos de idade. O não respeito dessas datas pode levar a resultados catastróficos, como por exemplo distúrbios no crescimento do nariz e do terço médio da face e necessidade de reoperação das mamas por crescimento posterior à cirurgia. Por outro lado sabe-se que muitas dessas cirurgias tem um grande impacto na auto-estima dos adolescentes com melhora da qualidade devida e auto-confiança dos mesmos.
  2. Saber se o adolescente tem maturidade para passar pelo processo de tratamento e principalmente se ele tem objetivos que sejam condizentes com a realidade.

Não há muitos estudos na literatura médica mostrando os resultados e a segurança de se realizar Cirurgia Plástica nesse grupo de pacientes, no entanto é altamente recomendável que o médico e o paciente tenham uma boa relação, com quantas consultas forem necessárias para avaliar a maturidade do adolescente, as suas expectativas e os sacrifícios que serão necessários para que os objetivos sejam atingidos.

Photo by Vinicius Amano on Unsplash

Fonte:Rohrich, RJ; Cho, MJ. When Is Teenage Plastic Surgery versus

Cosmetic Surgery Okay? Reality versus Hype:A Systematic Review. Plastic and Reconstructive Surgery 142(3), 2018

Share This